Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos do Vigário

Contos do Vigário

A Base da Ciência

Recentemente li uma opinião que dizia que a ciência está avançada devido à existência da sociedade cristã. Mais à frente leio que "a religião cristã permitiu impulsionar uma sociedade virada para as ciências na medida em que afirma que deus criou o mundo […] e dessa forma incute a procura de […] explicações para fenómenos da Natureza". Então vou explicar que bicho é esse chamado de ciência.

A ciência começa com “eu quero saber” e isso significa a possibilidade de descrever um fenómeno visual e explicar as suas interações e influências. A ciência é um processo que implica 4 passos: Observar, colher informação, distinguir e descrever. Este bicho esquisito distingue-se pelo pensamento racional, que permite rejeitar, refutar e até modificar a hipótese. As decisões de uma opinião pessoal, produto de irracionalidade, não seguem a lógica, sendo incoerentes e relacionadas ao mundo desconhecido, superstição e misticismo. As crenças dão a tudo sentimentos, emoções, intenções e “requerem a aceitação de factos e enunciados que não podem ser demonstrados”. O conhecimento científico é sistemático, pergunta, duvida e chega a ideias.

Afirmar que um deus criou o mundo não é uma observação da natureza nem é questionar o mundo. Lembro que o cristianismo levou à morte na fogueira de cientistas por estes declararem o Heliocentrismo em oposição ao Geocentrismo. A ciência nada tem a ver com religião pois não se centra em crenças mas em observações. Para a ciência o mundo surgiu através de eventos naturais que levaram o seu tempo. Todo este processo terá de fazer sentido, estar de acordo com outras observações, ser testável empiricamente se possível. A religião é imutável e exclui qualquer argumento que se oponha à sua visão de mundo criado em 7 dias, há dez mil anos.


Dizer que a sociedade cristã é a razão do avanço da ciência o que dizer da China?